Faíscas

Uma faísca que faz seu corpo se mover. Assim podemos entender os neurônios. Eles comandam nossos músculos, nossos sentidos e sentimentos. Estas “faíscas” despertam memórias, informações e ligam as nossas histórias umas às outras, reconhecemos os fatos e articulamos os conteúdos que estejam no registro cerebral.

Quando trabalhamos com propaganda, procuramos compreender estas “faíscas”. O segredo, se podemos tratar desta forma, é sensibilizar os neurônios para despertar as atitudes.

As pessoas respondem aos impulsos que recebem graças a estas “faíscas” que acionam os seus conhecimentos. Uma cor, som, palavra, toque, sinais são impulsos. Os sensores nervosos do nosso organismo capturam, processam, compreendem e devolvem em forma de uma ação. Daí podemos entender um afeto, ou uma violência, uma alegria, ou tristeza, um desejo, ou até as temperaturas que nos envolvem e nos conduzem a “estar no clima”. Devemos tratar bem os neurônios do público que queremos para nossas marcas. Na Griffin nós somos especialistas nestas “faíscas” que fazem acontecer uma “química” entre os produtos, serviços e as pessoas.