Vitrine

Certa ocasião, a passeio, reparei numa vitrine a frase “ai se eu te pego… assim você me mata”, música brasileira de grande sucesso. Era ilustrada em traços de festa junina, no São João. Uma boa sacada para atrair as pessoas para verem as ofertas do verão europeu.

Registrei o momento que agora conto neste texto. A música estava “bombando” na internet, com filmagens espontâneas de várias partes do mundo. Houve, antes de tudo, um famoso jogador de futebol que difundiu a imagem e a canção em transmissão mundial. Tudo conspirou para o que se sucedeu.

Volta-se à vitrine de uma loja de departamentos na cidade do Porto. Observa-se os elementos atrativos e comunicativos oportunamente utilizados para fazer a pessoa virar a cabeça e olhar a oferta ou, na melhor das hipóteses, entrar na loja e comprar.

Hoje este retrato de fluxo global das mensagens ganha rapidez com as redes sociais. As pessoas dão o sentido às mensagens e as multiplicam, bastando que se estimule estas ações. Hoje, em resumo, você deve ampliar a vitrine da sua loja ou seu negócio. A internet está na sua mão. É a grande vitrine

Abaixo há alguns endereços do “Ai se eu te pego”

https://www.youtube.com/watch?v=Ctrq0hDU9ms

https://youtu.be/6oAWC_u63h8

https://www.youtube.com/watch?v=t39dPO0wAko

https://www.youtube.com/watch?v=K1G5pFdoW6c